Ando nas ruas…

Os carros fazem uma corrida louca
Disputam quem espera mais tempo na sinaleira

As ruas não têm mais horário de trânsito
Toda hora é hora

De dia, os pardais não funcionam (e nem precisam)
De noite, só servem para ver que carro tem o melhor freio e a melhor retomada

Uns se arriscam mais, outros menos
O certo é que muitos morrem, todos os dias

Mas tudo bem, já nos acostumamos
Já está nos planos

Andar de carro é poder
O prazer de dirigir é fechar o outro, ou ter o chassi maior

Gentileza é pedra rara
Tão rara que quem vê não entende, e buzina para apressá-la

A lei é ser agressivo
O antes calmo, agora é maneta

Os palavrões são parte da cultura
Que cultura é essa?

O sinal amarelo significa acelere
A faixa de segurança nem deveria existir, fodasse o pedestre

E o ciclista, então?
Ativista, bundão…

O que importa é ter som, potência, design
Andar sozinho é transbordar malandragem

Carro é auto-suficiência, independência
E a interdependência? O que?

Meu Deus… Até que ponto vamos?
Já sei! Vamos comprar o carro do ano!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s