Torto

Me sinto torto
Sei que sinto
Sei que sou
torto

Me sinto
Me desentorto
Mas sinto ainda
que estou torto

Estou assim
Não na coluna
Não na postura
mas na minha vida

Que vai pra lá
E vai pra cá
E nunca para
no lugar

Agora sou isso
Amanhã sou lixo
Um dia sou rei
outro dia não sei

Não sei de nada
Nem quero saber
O que é a vida
ou o que vai ser

Pois não adianta
Tentar projetar
Sou torto
meu caminho eu vou errar

E é errando
Que eu aprendo
É entortando
que vou vivendo

Ouvi um louco cantar
Que tenho que me perder
pra poder me achar

Ouvi um professor dizer
Que preciso experimentar
pra poder saber

E sigo assim
Sempre apareço
rotulado com os meus vícios

E vou assim
Desapareço
tatuado com o que sinto

Torto como um poeta
Torto como um maluco
como alguém que não consegue Ser

Torto como um atleta
Torto como um caduco
que no fundo só quer viver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s