Poema bêbado

O mundo não anuncia quando vai ser brusco
Ele simplesmente é
O mundo não anuncia quando vai te dar um tapa na cara
Ele simplesmente te dá
O mundo não anuncia quando vai acabar
Ele simplesmente acaba
A gente não tem que entender o mundo
Ele não nos explica o sentido da vida
O que a gente pode é sentir a vida
É tudo que podemos fazer
É tudo que o mundo nos deixa ser
Corpos, almas, seres, deuses
De um mundo sem explicações

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s