Pai

Pra sempre heroi
Pra sempre vilão

Tu és minha referência
Na presença e na ausência
Tu és meu exemplo
Não quero, mas tenho teu mesmo temperamento

É raro estarmos em harmonia
Mas, quando estamos, surge uma alegria
É raro dizermos “eu te amo”, aquele de verdade
Talvez uma vez por ano…
Mas sei que, de vez em quando
Surge das cinzas, revive a emoção

Pai, queria te dizer que
Te quero ao meu lado
Te quero meu amigo
Como fomos no passado

Te devo tudo
Tu me deu a vida
Um lar, uma família

Tu me ama do teu jeito, eu sei
E tudo que fazes por mim, eu reconheço
Agradeço
E te peço, por favor

Quero a cura, que só nós temos
Quero a conversa, não o grito
Pai, quero poder ver teu espírito
E olhar no teu olho, lá no fundo
E dizer: “Pai, eu sou teu filho”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s