Janela

Pela janela eu vejo carros, ônibus e motos

Eu vejo aviões e até helicópteros
Eu vejo outras janelas, outros apartamentos
Pela janela eu vejo casas e monumentos
Eu vejo a avenida e a ciclovia
Vejo a calçada e a escadaria
Vejo a igreja, vejo prédios comerciais
Propagandas por tudo e pessoas normais
Vejo cachorros, gatos, ratos
Correndo atrás de comida, lutando por suas vidas
Vejo gente de terno e gente descalça
Gente que nem pisa na rua e gente que dorme na praça
Pela janela eu vejo a vida e a morte
O azar e a sorte
Eu vejo o assalto no asfalto
O grafite e o pixe
A riqueza e a pobreza
A arte e a vaidade
Eu vejo tudo
E vejo nada
Vejo o céu e as estrelas
Morcegos e borboletas…
O pôr do Sol
Ah, o pôr do Sol, eu o vejo todo dia à tardinha
Tomando chimarrão e contando as nuvens coloridas
Eu olho pela janela
E não canso de olhar
Pois eu procuro, mesmo sem achar
A minha alma, que por aí continua a vagar…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s